projeto luminotécnico

A luz é um elemento capaz de realçar as formas arquitetônicas, de valorizar as obras, e de aperfeiçoar as funções. No espaço cênico, ela é capaz de modificar um objeto estático e nele criar infinitos efeitos, diferentes atmosferas e, gerar emoções nos espectadores.

Todavia, a criatividade, pode, num primeiro momento, em função das inúmeras possibilidades técnicas, ter de superar a resistência na formulação de um projeto (bidimensional), para a sua execução (tridimensional). Desse modo, o projeto luminotécnico, preferencialmente, deve seguir as seguintes etapas:

  • Avaliação do ambiente.

Através de um estudo das condições técnicas do local, no intuito de compreender as necessidades, e identificar o espaço em sua totalidade, a partir do levantamento e da observação de todos os itens que poderão interferir na elaboração da proposta.

  • Estabelecimento de critérios de projeto.

Em função da análise realizada dos itens envolvidos para elaboração do projeto luminotécnico, de acordo com a forma e a função.

  • Execução correta das especificações técnicas do projeto.

Implica na decisão de escolha das fontes luminosas, das luminárias, da direção da luz, controle da intensidade luminosa, relacionando-os na dualidade da luz e da sombra. Ou seja, independentemente da fonte, a criação da luz, e sua utilização, devem ser cuidadosas, considerando as características dos objetos iluminantes.
Deve-se aplicá-la, também, em conjunto com um projeto cromático, e aos demais componentes da proposta.  Visto que, a vitrine é também um espaço arquitetônico, e nele, todos os elementos inseridos no contexto, se relacionam e interagem, imprimindo um caráter específico.

  • Avaliação pós-uso.

No intuito de averiguar se o objetivo original do projeto foi alcançado.

Enfim, o projeto luminotécnico não se resume apenas na escolha/compra de uma lâmpada ou uma luminária, e sim na apropriação toal do espaço, como diria Guinter Parschalk.

Anúncios

furniture design para ambientes compactos

Se o seu problema é espaço em casa, vale a pena dar uma olhada no vídeo abaixo. Os móveis foram concebidos para ajudar as pessoas a organizarem melhor suas casa, sem abrir mão do conforto e funcionalidade.

campinas decor 2009

O legal do Estado de São Paulo, é a quantidade de enventos relacionados a arquitetura e o design. Além do Casa Cor (início no final dessa semana em Sampa), está rolando o Campinas Decor. Evento que dura em torno de 50 dias, e que possui várias atividades, e um lado social bem forte desta mostra. O ponto forte é a escolha de imóveis que necessitam ser reformados, para a realização do evento.

Fonte: http://www.eventos2009.net/eventos/decoracao/

Este ano, reuniu 131 arquitetos e decoradores (experientes e novos talentos) do interior de São Paulo (Campinas, Americana, Bragança Paulista, Indaiatuba, Jaguariúna, Jundiaí, Limeira, Mogi Mirim, Paulínia, Sorocaba e Valinhos), em 78 ambientes, num prédio da época do Brasil Império (Franz W. Dafert, dentro do Instituto Agronômico de Campinas), tombado pelo Patrimônio Histórico.

Fonte: http://casa.abril.com.br/coberturas/mostras-decoracao/campinas-decor-2009-conheca-78-ambientes-mostra-decoracao-467696.shtml

 

Quando: 01.05 a 14.06

Local: Av. Barão de Itapura, 1481 (IAC) – Guanabara / Campinas – SP

 

Abrindo os trabalhos…

cpsdecor0965_botequim

Botequim por Sandra Maria Bernardi e Elisângela Ribeiro

 

Alguns ambientes que achei visualmente interessantes no site:

campinas decor 2009

Paisagismo e eco:

  1. Recepção e Paisagismo por Dida Schmidt, Vera Cintra e Daniela Santos.
  2. Jardim de Entrada por Gilda Maldonado.
  3. Lavanderia Verde por Letícia Wassal e Pedro Negrão.

Salas, rooms e homes:

  1. Home Theater por Adrian Stancati e Daniele Guardini.
  2. Family Room por Aquiles Nícolas Kílaris e Iara Kílaris.
  3.  Sala da Lareira por Tuta Martins. 

Quartos e suítes:

  1. Suíte da Menina por Aparecida Covolan e Silmara Camargo.
  2. Quarto de Hóspedes por Fernanda Quelhas e Virgínia Albertini Ferreira.
  3. Suíte do Neto Bebê por Karina Leme.

Circulações:

  1. Corredor com Copa por Márcia Zacarias e Marcela Mendes da Costa.
  2. Galeria Cultural por Jansen Vitral e Rafael Nako. → corporativo
  3. Galeria da Família por Evelyn Midori. 

 

Algo que achei diferente, além do caráter sustentável da mostra, o fato de exporem, também, ambientes corporativos. Encerro portanto com um desses:

cpsdecor0924_recepcao_corporativa

Recepção Corporativa por Barbara Di Monaco e Solange Tannuri.

 

 + info: http://www.campinasdecor.com.br/2009/

tendências 2009

Recebi por e-mail e estou repassando… Quem estiver no Rio e se interessar:

palestra_milao2009

Casa Cor Goiás 2009

Como já foi dito, a Casa Cor 2009 teve seu início em Goiás. O evento ocorre no Colégio Lyceu de Goiânia (1937), onde visitantes dos 42 ambientes e alunos dividem o espaço do dia 20.05 a 30.06.

Fonte: http://casa.abril.com.br/coberturas/mostras-decoracao/casa-cor-goias-2009-homenageia-burle-marx-471071.shtml 

 

Local
Colégio Lyceu de Goiânia
Rua 21, nº 10 – Centro – GO

Horário
Terça a Sexta, das 15:00hs às 22:00hs
Sábado, Domingo e feriados, das 12:00hs às 22:00hs

 

01_bilheteria

Bilheteria por Leonardo Romano

  goiás

 Galeria (ambientes que achei mais interessante, virtualmente falando):

  1. Café por Cynara e Karina de Siqueira
  2. Lounge por Doriselma Mariotto
  3. Quarto do Casal Master por Maurem Françoise
  4. Armazém por Marília Teixeira e Florena Carvalho
  5. Garagem Estúdio por Andréa Fonseca e Larissa Camarcio Barbosa
  6. Loja Casa Cor por Fernando Nunes

Fonte:http://casa.abril.com.br/coberturas/mostras-decoracao/casa-cor-goias-2009-homenageia-burle-marx-471071.shtml (no site também tem descrições dos ambientes) 

 

Vale a pena também, dar uma conferida na mostra do ano passado, comparar e tirar suas próprias conclusões:

 http://www.casacor.com.br/goias/ambientes_profissionais2008.htm

a marca do bom gosto

Ontem iniciou em Goiás, a Casa Cor 2009, que vem com o objetivo em ser, esse ano, a 2ª maior do mundo, perdendo somente para o Salão de Milão. Entretanto o marco oficial ocorrerá em São Paulo, onde a empresa proporcionará aos visitantes, algumas inovações na estrutura do evento.

 

logo

 

Empresa

Fundada em 1987 pela brasileira Yolanda Figueiredo e pelos argentinos Angélica Rueda, Javier Campos Malbrán e Ernesto Del Castillo, a Casa Cor consagrou-se como a maior mostra de arquitetura, decoração, design e paisagismo da América Latina. Desde sua criação, a Casa Cor tornou-se sinônimo de bom gosto pelos quatro cantos do País, ditando tendências, influenciando formadores de opinião e agregando valor às marcas que a ela se associam.

A mostra acontece anualmente em um imóvel redesenhado e decorado por um seleto grupo de profissionais. Cada ambiente é assinado por um deles, que podem modificar livremente o espaço, apenas com o compromisso de criar um local de sonho e bom gosto estético. Para isso, alinham o projeto com o que há de melhor em arte, materiais e equipamentos para viver melhor, estimulando assim estilos de vida diferenciados, por meio de muita criatividade e novidades da arquitetura, design e paisagismo.

Aberta ao público, a Casa Cor possibilita aos visitantes a experiência única de desfrutar da decoração, ambientação, exposição de peças, materiais e equipamentos de altíssimo nível, obtendo ali a realização de seu sonho de bem-estar e do bom viver. Essa experiência ainda direciona, educa e amplia o potencial de compra nos visitantes, ao oferecer-lhes de modo concentrado e selecionado exatamente aquilo que lá foram buscar: produtos e serviços de qualidade para o “morar bem”. Além disso, o evento Casa Cor é um natural gerador de contatos entre profissionais, fornecedores e consumidores do ramo.

Fonte: http://www.casacor.com.br/acasa/acasa.htm

 

2009

O Grupo Casa Cor apresentará uma idéia ousada com a concepção de três eventos simultâneos neste ano com muita inovação e criatividade,: a Casa Cor, maior mostra de arquitetura, decoração e paisagismo da América Latina e terceira maior do mundo, o Casa Hotel,voltado para o setor de turismo, e a estréia do Casa Kids. De 26 de maio a 14 de julho, no Jockey Club de São Paulo, cerca de 124 ambientes estarão distribuídos em uma área de mais de 22 mil m² de área construída e 44 mil m² de área ocupada, elaborados por 200 profissionais entre arquitetos, decoradores e paisagistas. Além de ambientes sofisticados, os visitantes encontrarão diversas opções de entretenimento, como restaurantes, cafés, áreas para compras, entre outros. Com o tema Sustentabilidade, Casa Cor homenageará Roberto Burle Marx, consagrado na história do paisagismo, em comemoração aos 100 anos de seu nascimento.

O Casa Hotel apresentará uma verdadeira viagem pelo Brasil e pelo mundo, com diversas atrações, entre workshops com grandes chefs de cozinha de hotéis de luxo, palestras com arquitetos e paisagistas consagrados, área de shopping com grifes e música ao vivo. Serão apresentados diversos ambientes e suítes com luxo e o charme agregado ao design.

Com o tema “A casa dos meus sonhos”, o Casa Kids será projetado com tudo que as crianças de 0 a 12 mais curtem e gostam de ter em suas casas: diversão, jogos, filmes, atividades lúdicas e educativas, móveis e ambientes especiais. Inspirado em uma família composta por um menino de 12 anos, uma menina de sete anos, uma mãe executiva grávida e um pai executivo bem sucedido, serão expostos espaços, como suítes, quarto do bebê, mini salão, cineminha, cozinha, sala de estar e jardim.

Fonte: http://www.casacor.com.br/acasa/acasa.htm

 

Programe-se!!

AGENDA CASA COR

Goiás | 10.05 a 30.06

São Paulo | 26.05 a 14.07

Paraná | 05.06 a 13.07

Rio Grande do Sul | 26.06 a 11.08

Minas Gerais | 14.08 a 06.10

Bahia | 21.08 a 28.09

Campinas | 28.08 a 06.10

Rio de Janeiro | 01.09 a 13.10 → eu vou!!

Brasília | 11.09 a 20.10

Mato Grosso do Sul | 18.09 a 27.10

Peru | 22.09 a 25.10

Espírito Santo | 22.09 a 04.11

Ceará | 30.09 a 10.11

Sorocaba | 09.10 a 17.11

Pernambuco | 27.10 a 01.12

 

+ info: http://www.casacor.com.br/

o chique que cabe no bolso

morar_maisA mostra de decação Morar Mais Por Menos apresenta ambientes desenvolvidos por profissionais que desenvolvam projetos dentro do conceito de sustentabilidade, ambientes sofisticados e genuinamente brasileiros, com preços acessíveis e expostos. Assim, o visitante encontra peças já garimpadas, ou seja, que possuem melhor custo-benefício.

 sustentabilidade

Primeiro evento de arquitetura e decoração do país a apresentar projetos que beneficiam o movimento Carbono Zero, com soluções de arquitetura sustentáveis.

interatividade

Os ambientes externos são projetados para que o público usufrua desses espaços.

brasilidade

Os participantes lançam mão de elementos genuinamente brasileiros em seus espaços. Estrangerismos não são bem vindos na amostra (lounge, living, homes…).

preço exposto

Em cada ambiente da mostra há uma placa com uma relação dos produtos expostos, seus fabricantes, telefones e preços, assim como o custo total da obra.  Com isso, passa a ter noção dos custos de cada ambiente e serviços especializados (cunho comercial), criando oportunidades de negócios, além de desmistificar a imagem elitizada do arquiteto.

Fonte: http://www.morarmais.com.br/ > o que é 

 

Tive a oportunidade de visitar a mostra do ano passado (2008), e definitivamente o enfoque atribuído faz toda a diferença. Tudo ficou bem mais “palpável”, sem falar da possibilidade em adquirir algumas peças ao final do evento, e a atmosfera comercial criada.

Alguns profissionais encararam explicitamente o fator sustentabilidade, e outros a brasilidade. O fato é que mesmo como profissional, percebi a diferença do papel dos visitantes nos espaços desenvolvidos, todos interagiram mais do que em outras mostras tradicionais. 

 

morar mais por menos

Nas fotos acima, ambientes que mais gostei:

  1. Banho da executiva (por Celina Mello Franco e Nilton Lima Montarroyos): seixos na volta da banheira, com sistema de esgoto embutido, evita o famoso rodinho e cria um diferencial; e piso em deck de madeira reflorestada.
  2. Banho unissex (por Tatiana Felner e Cristiane Passos): cadeira de praia com encosto e assento em tecido, extremamente confortável depois da intensa caminhada pelo evento; e piso e paredes em cimento queimado, maior durabilidade, menor custo e manutenção.
  3. Cozinha da executiva (por Beto Najman e Evelyn Steinberg): armários/prateleiras feitos com caixas de madeira para transporte de verduras e frutas em feiras; pendentes e suportes em garrafas de vinho cor verde; e luminárias com lâmpadas fluorescentes gastas.
  4. Espaço dela (por Carol Schipper): parede em cimento queimado com relógio sobreposto; utilização de mdf para mobiliário; adesivo na parede, frigobar e espelho.
  5. Espaço SEBRAE (por Alexandre Cardim): espaço temático referenciando ao Rio de Janeiro e a Bossa Nova; muito adesivo, praticamente em todos os detalhes; piso em cimento queimado; teto e parede em mdf com iluminação embutida.
  6. Galeria da família (por Karin Heidelmann, Cristina Paulino e Jana Ongaratto): aproveitamento da circulção com exposição de fotos da família adesivadas em painéis de mdf, imitando filme fotográfico.

 

Com algumas idéias oriundas dessa mostra, o Jornal Hoje divulgou uma reportagem com dicas para “reformas” rápidas e de baixo custo:

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM937292-7823-SOLUCOES+BARATAS+PODEM+MELHORAR+A+DECORACAO+DE+CASA,00.html

 

 + info: http://www.morarmais.com.br/riodejaneiro/